Fast food pode causar esgotamento mental

março 05, 2015
admin
CompartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+1Email this to someoneShare on LinkedIn0Pin on Pinterest0Print this page
blog7

Pesquisa publicada no jornal médico Public Health Nutrition revela que pessoas com maus hábitos alimentares têm 51% a mais de chance de desenvolver depressão. Os dados são de cientistas das universidades de Granada e Las Palmas (Espanha) que confirmaram a relação entre fast food e esgotamento mental.

O estudo foi realizado com pessoas que nunca sofreram deste mal, nem fizeram o uso de antidepressivos. Mais de 20 mil voluntários foram acompanhados por seis meses entre 2011 e 2012. Nesse período, os pesquisadores identificaram que quanto maior a ingestão de alimentos fast food, maior a probabilidade de desenvolver a doença. Entre as categorias de alimentos estudadas, os pesquisadores incluíram os tradicionais sanduíches, hambúrgueres, pizzas e comidas industrializadas assadas, como croissants e tortinhas.

Além da quantidade consumida, o padrão social e o modo de vida dos voluntários também foram avaliados. De acordo com a pesquisadora Almudena Sànchez-Villegas, os grupos mais afetados são os solteiros, sedentários, fumantes, pessoas que trabalham mais de 45 horas semanais e com uma dieta desequilibrada, sem frutas e vegetais.

Mesmo com o estudo, não há, ainda, informações suficientes que identifiquem o motivo para que isso aconteça, mas a pesquisadora alerta os consumidores do famoso “junk food”. “Embora mais estudos sejam necessários, a ingestão desse tipo de comida deve ser controlada por conta de suas implicações, tanto sobre a saúde corporal (obesidade e doenças cardiovasculares), quanto sobre a saúde mental,” conclui.

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>