Você realmente dorme bem? Responda o quiz e descubra!

dezembro 31, 2014
admin
CompartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Email this to someoneShare on LinkedIn0Pin on Pinterest1Print this page
img_1_34_1891

O dia a dia do mundo moderno exige dos indivíduos o cumprimento de uma infinidade de compromissos e responsabilidades com o trabalho, os filhos, a vida pessoal e social. Com tantas obrigações, fica cada vez mais difícil deitar a cabeça no travesseiro e ter uma merecida noite de sono ininterrupta e reconfortante, daquelas que fazem o corpo relaxar totalmente, deixando a pessoa realmente disposta para os desafios do dia seguinte.

Uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira do Sono, com cerca de 43 mil pessoas nas principais capitais do país, constatou que mais de 50% dos brasileiros sofrem de algum tipo de insônia e cerca de 43% permanecem cansados no decorrer do dia. “Pessoas que sofrem de insônia podem ter dificuldades para iniciar o sono, levantar várias vezes durante a noite ou até acordar cedo demais. Nesses casos, o indivíduo não tem um sono restaurador e pode sofrer com as consequências durante o dia, como cansaço, falta de energia, dificuldade de concentração, falhas de memória, irritabilidade, sonolência diurna e até problemas comportamentais como a hiperatividade, agressividade e impulsividade”, afirma Renata Federighi, consultora do sono da Duoflex.

Ainda de acordo com Renata, a qualidade do sono está diretamente ligada à qualidade de vida. “Durante o descanso, o organismo repõe as energias, organiza e armazena as informações no cérebro e libera o hormônio do crescimento, que é responsável pela renovação celular. Em longo prazo, a interrupção ou incompletude do sono pode prejudicar o equilíbrio do organismo e da saúde. Por isso, de tempos em tempos, é importante fazer uma avaliação de como você está dormindo”, recomenda.

Em casos mais graves de insônia e outros distúrbios relacionados, o acompanhamento de um especialista é o mais recomendado. Mas, antes disso, é preciso observar sua rotina para ter um ‘diagnóstico’ prévio de como anda a qualidade do seu sono. Então… Quer saber? Faça o quiz e descubra!

1. Você dorme menos do que 7 a 8 horas por noite?

( ) Sim | ( ) Não

2. Você mantém uma regularidade do horário em que vai para cama?

( ) Sim | ( ) Não

3. Tem dificuldade em pegar no sono rapidamente?

( ) Sim | ( ) Não

4. Costuma acordar muitas vezes durante a noite?

( ) Sim | ( ) Não

5. Você ronca muito (ou seu (sua) parceiro (a) reclama que você ronca muito)?

( ) Sim | ( ) Não

6. Costuma acordar com muito sono ou sente-se sonolento durante o dia?

( ) Sim | ( ) Não

7. Sente dores no corpo enquanto dorme ou assim que acorda?

( ) Sim | ( ) Não

8. Tem seu travesseiro há mais de 2 anos?

( ) Sim | ( ) Não

Resultado

Se você respondeu “sim” em pelo menos três das questões acima, saiba que é hora de ligar o sinal de alerta. Adotar medidas simples como a atenção à postura durante o sono, a utilização do travesseiro correto, preparar o ambiente para que seja adequado ao sono e fazer uma alimentação leve antes de dormir podem auxiliar na conquista do sono perfeito. Contudo, se nada disso der certo e a dificuldade para dormir ainda persistir, é hora de buscar ajuda, pois você pode estar sofrendo de algum distúrbio do sono.

Dicas

Bom, agora que você já sabe que precisa mudar alguns hábitos, vamos listá-los e depois, é claro, colocá-los em prática. Confira:

Evite a ingestão de bebidas com cafeína ou álcool seis horas antes de dormir;

Estabeleça horários para deitar e levantar;

Mantenha o quarto sempre limpo e arejado;

Evite a claridade para criar um ambiente adequado para dormir;

Deixe a TV na sala. Tablets, celulares, computador e todo objeto que emite luz intensa também estão proibidos pouco antes do horário de dormir, pois afetam o envio de substâncias que avisam ao organismo a hora certa para descansar.

Não realize refeições próximas do horário de ir para a cama. Prefira alimentos mais leves;

Evite cochilos durante o dia;

Pratique atividades físicas regularmente. Os exercícios devem ser realizados até quatro horas antes de dormir.

Os adultos devem dormir no mínimo seis horas e no máximo nove horas por noite;

Relaxe antes de deitar, pois isso ajuda a reduzir o ritmo do corpo e a dormir melhor.

Fonte: Bonde

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>