4 maneiras extremamente simples de viver o presente

novembro 17, 2014
admin
CompartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+2Email this to someoneShare on LinkedIn0Pin on Pinterest0Print this page
n-SIPPING-COFFEE-large570

Mindfulness (ou, ‘atenção plena’, em português) é uma dessas palavras sobre bem-estar que está na moda e que anda sendo usada demais, e com razão. Numerosos estudos têm mostrado que essa prática leva a mudanças profundas na mente e no corpo.

Para os que ainda não conhecem, no entanto, o conceito pode soar vago ou, até mesmo, intimidante. Claro, pois se trata somente de cultivar a consciência focada no aqui e agora… mas como?

“Embora existam muitos benefícios na meditação formal, você pode colher os frutos de mindfulness facilmente ao incluir curtos períodos dessa prática no seu dia a dia”, escreveu em um email ao The Huffington Post, Charlene Richard, professora e psicoterapeuta de mindfulness.

“Nós, muitas vezes, passamos o dia no piloto automático, riscando itens da nossa lista de afazeres, enquanto a mente está em algum outro lugar sonhando, se preocupando ou até mergulhando em uma série de pensamentos estressantes”, acrescenta Richard. “Praticar mindfulness durante o dia irá fazer com que você acorde e preste atenção à sua experiência atual. Essa prática irá tirá-lo do piloto automático e colocá-lo de volta no controle de sua vida.” Aqui estão quatro maneiras extremamente simples para começar a praticar.

1

1. Respire.

“Em três segundos, qualquer pessoa pode trazer você de volta ao corpo”, conta ao HuffPost, Suze Yalof Schwartz, fundadora da Meditação Unplug, um estúdio de Los Angeles que oferece aulas de meditação guiadas, sem necessidade de agendamento antecipado.

“Três”, ela enfatiza.

Como? Respire. “A respiração é algo que está conosco o tempo todo – respiramos em torno de 21 mil vezes por dia -, mas não prestamos nenhum pouco de atenção a isso”, diz Schwartz. Parar e focar na sensação de inspirar e depois expirar pode fazer com que sua mente imediatamente volte a prestar atenção no que está acontecendo, ela explica.

Se você quiser ir mais fundo, se dê cinco minutos… ou 10. “Uma boa maneira de começar a prática de mindfulness é fazer uma meditação guiada curta, de cinco minutos, diariamente”, diz Richard. “É útil aprender a focar a nossa concentração em algo como a respiração antes de focar sua concentração nas atividades diárias.”

2

2. Estabeleça sua própria técnica de “protetor labial”.

“Em três segundos, qualquer pessoa pode trazer você de volta ao corpo”, conta ao HuffPost, Suze Yalof Schwartz, fundadora da Meditação Unplug, um estúdio de Los Angeles que oferece aulas de meditação guiadas, sem necessidade de agendamento antecipado.

“Três”, ela enfatiza.

Como? Respire. “A respiração é algo que está conosco o tempo todo – respiramos em torno de 21 mil vezes por dia -, mas não prestamos nenhum pouco de atenção a isso”, diz Schwartz. Parar e focar na sensação de inspirar e depois expirar pode fazer com que sua mente imediatamente volte a prestar atenção no que está acontecendo, ela explica.

Se você quiser ir mais fundo, se dê cinco minutos… ou 10. “Uma boa maneira de começar a prática de mindfulness é fazer uma meditação guiada curta, de cinco minutos, diariamente”, diz Richard. “É útil aprender a focar a nossa concentração em algo como a respiração antes de focar sua concentração nas atividades diárias.”

3

3. Use a monotonia do dia a dia a seu favor.

Ninguém gosta de ficar preso no trânsito ou na fila do supermercado, mas isso acontece com cada um de nós – de alguma forma – uma vez por dia. Schwartz desafia os seus clientes do estúdio a continuarem a prática através desses momentos geralmente qualificados como frustrantes e sem sentido, em uma vantagem. “Se você está preso no trânsito e está pirando, inspire por cinco e expire por cinco”, ela sugere. Seu estúdio também ensina uma meditação focada na respiração enquanto você espera em pé na fila do Starbucks. Ou, se preferir, basta se concentrar no meio ambiente, cheiros e sons ao seu redor.

“Experimente e use algo que normalmente é um desperdício de tempo e fique atento a esse momento”, diz Schwartz. “É isso aí. Isso é tudo que você deve fazer. E não julgue. Não diga, ‘Isso é estúpido.” Apenas ponha sua atenção em uma coisa e quando perceber que sua mente está vagando, traga-a de volta.”

a Japanese girl is eating a piece of chocolate. | location: shinjyuku gyoen, Shinjyuku-ku, Tokyo, Japan
4. Realmente saboreie tudo sensorialmente.

Comer se encaixa nisso de forma natural, de acordo com Richard (e – bônus extra – estar consciente disso pode resultar em escolhas mais saudáveis de alimentação).

“Observe bem seus alimentos, perceba suas formas e cores. Você pode sentir o cheiro da comida antes de colocá-la na sua boca”, ele insiste. “Em uma mordida mais suave, preste atenção à textura dos alimentos, os sabores diferentes e como você os sente emdiferentes partes da sua boca antes de engolir.”

A chave é reconhecer esses pequenos momentos diários que inerentemente agarram e envolvem os seus sentidos e que, geralmente, fazem você sentir uma sensação de prazer, como ouvir uma música ou lavar as mãos em água morna. E aí você coloca toda a sua atenção nisso.

Fonte: BrasilPost

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>