Mais de 30% das crianças tomam refrigerante antes dos 2 anos de idade, comprova a Pesquisa Nacional de Saúde feita pelo IBGE e Ministério da Saúde

agosto 22, 2015
Cassio Wasser
CompartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+2Email this to someoneShare on LinkedIn2Pin on Pinterest4Print this page

Tres em cada dez bebes com menos de 2 anos tomam refrigerante foco em vida saudavel silvana consultora herbalife

“Se não fizermos rapidamente uma inversão, assumiremos um padrão de obesidade e de uma carga de doenças que alguns países como Estados Unidos e México já apresentam, com deletérios impactos sobre a saúde, os sistemas de saúde e a qualidade de vida da população”, afirmou o ministro da Saúde, Arthur Chioro.

Estudo inédito realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Ministério da Saúde traz alerta para saúde das crianças brasileiras. De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), 60,8% das crianças com menos de dois anos de idade comem biscoitos, bolachas e bolos e que 32,3% tomam refrigerantes ou suco artificial. Este é o terceiro volume da PNS, que traz medidas inéditas da população do País, como peso, pressão arterial e circunferência da cintura. Os dados chamam atenção também para os crescentes índices de excesso de peso e obesidade em adultos.

“O excesso de peso é um problema grave, porque é um fator de risco para doenças do coração e outros problemas crônicos. É fundamental trabalharmos o incentivo a prática de exercícios e alimentação saudável desde cedo com as nossas crianças para reverter esse quadro. As crianças, muitas vezes, ajudam na conscientização e mudança de hábito dos pais”, destacou o ministro da Saúde, Arthur Chioro.

Aleitamento

Apesar da presença de produtos industrializados na alimentação das crianças, o estudo demonstrou que as mães brasileiras continuam amamentando seus filhos mesmo após os seis meses de idade, período preconizado para o aleitamento exclusivo. Mais da metade (50,6%) das crianças entre nove e 12 meses estão em aleitamento materno de modo complementar. Meninos e meninas com menos de dois anos representavam, no período estudado, 5,7 milhões de pessoas.

Primeira Consulta

Os dados apontam também que a maior parte dos bebês (até sete dias depois da saída da maternidade) fazem a primeira consulta na rede pública de saúde, sendo 62,5% nas unidades básicas de saúde e hospitais públicos e 26,4% em consultório particular. Sobre os exames obrigatórios, como os testes do pezinho, da orelhinha e do olhinho para detectar precocemente doenças metabólicas, genéticas e infecciosas, foram realizados pela maioria dos bebês menores de 2 anos no País. Cerca de 71% das crianças nessa faixa etária fizeram o teste do pezinho em 2013. Já o teste da orelhinha foi feito em 56% dessa população no primeiro mês de vida. Cerca de 51% dos bebês com menos de dois anos fizeram o teste do reflexo vermelho – do olhinho.

Imunização

Quanto à imunização das crianças, a pesquisa mostrou que 75,9% com um ano que já haviam tomado três doses da vacina tetravalente (difteria, tétano, coqueluche e meningite), ofertada aos dois, quatro e seis meses de idade.

Pesquisa completa

A PNS foi feita em 64 mil domicílios em 1.600 municípios de todo o País entre agosto de 2013 e fevereiro de 2014. É o mais completo inquérito de saúde do Brasil, com dados sobre informações do domicílio, equipe de saúde da família, pessoas com deficiências, saúde dos indivíduos com 60 anos e mais, crianças com menos de 2 anos, acidentes e violência, estilos de vida, doenças crônicas, saúde da mulher, atendimento pré-natal, saúde bucal e atendimento médico. Essas informações servem de base para que o Ministério da Saúde possa traçar suas políticas públicas para os próximos anos.

Fonte:  Portal Brasil

 

LEIA TAMBEM

Mais da metade dos brasileiros têm excesso de peso, diz IBGE

Mais da metade dos brasileiros têm excesso de peso, diz IBGE

 

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>